ADN VOLUNTARIADO

O ADN Voluntariado é um Programa dirigido a jovens voluntários/as que pretendam intervir de forma ativa na comunidade e simultaneamente adquirir competências.

Com o “ADN Voluntariado” pretendemos criar condições para a participação dos jovens em atividades de voluntariado, sensibilizar a comunidade para o valor e a importância do voluntariado enquanto expressão da participação cívica, aumentar a visibilidade das atividades de voluntariado dos jovens e garantir o reconhecimento das competências e capacidades dos jovens adquiridas num processo de aprendizagem não-formal. Este Programa é desenvolvido nas áreas da intervenção social, desportiva e cultural e destina-se a jovens entre os 17 e os 30 anos de idade.

CONTEXTO

Voluntariado Internacional – SVE O Serviço Voluntário Europeu é um projeto de voluntariado internacional promovido pelo Programa Erasmus + e Juventude em Ação da União Europeia que permite escolher um país, a fim de ajudar uma Associação Sem Fins Lucrativos, numa área do seu interesse.

É uma oportunidade única para conhecer novos países, pessoas de diferentes nacionalidades e culturas e aprender uma nova língua. Será uma experiência inesquecível, no sentido de desenvolver competências sociais, interpessoais e interculturais num processo de aprendizagem não-formal.

ADN Voluntariado

Programas de Diálogo Multicultural no respeito pela diversidade e pelos Direitos Humanos fundamentais. Procuramos jovens voluntários que apoiem a planear e a organizar eventos que promovam a rede de ligação da comunidade Lusófona, assim como nos países em vias de desenvolvimento, nas seguintes áreas:

– Ensino, educação e cultura

– Emprego e formação profissional

– Integração social e comunitária

– Reforço da sociedade civil

– Educação para o Desenvolvimento

OBJETIVOS
DO PROGRAMA

– Promover a cidadania ativa;

– Desenvolver competências pessoais, sociais e interculturais e melhorar o perfil de empregabilidade dos jovens;

– Fomentar políticas de não discriminação e de promoção da dignidade de todos os seres humanos;

– Promover a execução e a avaliação de projetos de desenvolvimento e de cooperação a nível nacional e internacional, por forma a potenciar uma sociedade cada vez mais inclusiva, onde os valores como a equididade e a solidariedade sejam realidades objetivas;